A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Deolinda - Passou Por Mim E Sorriu clip:

Testo di canzone
Deolinda - Passou Por Mim E Sorriu


Ele passou por mim e sorriu,
E a chuva parou de cair.
O meu bairro feio tornou-se perfeito,
E o monte de entulho, um jardim.

O charco inquinado voltou a ser lago
E o peixe ao contrário virou.
Do esgoto empestado saiu perfumado
Um rio de nenúfares em flor.

Sou a mariposa, bela e airosa,
Que pinta o mundo de cor-de-rosa,
Eu sou um delírio do amor.
Sei que a chuva é grossa, que entope a fossa,
Que o amor é curto e deixa mossa,
Mas quero voar, por favor!

No metro enlatados, corpos apertados,
Suspiram ao ver-me entrar.
Sem pressas, que há tempo, dá gosto o momento,
E tudo o mais pode esperar.

O puto do cão com o seu acordeão,
Põe toda a gente a dançar.
E baila o ladrão com o polícia pela mão,
Esvoaçam confétis no ar.

Sou a mariposa, bela e airosa,
Que pinta o mundo de cor-de-rosa,
Eu sou um delírio do amor.
Sei que a chuva é grossa, que entope a fossa,
Que o amor é curto e deixa mossa,
Mas quero voar, por favor!

Há portas abertas e ruas cobertas
De enfeites de festas sem fim.
E por todo o lado, ouvido e dançado,
O fado é cantado a rir.

E aqueles que vejo, que abraço e que beijo,
Falam já meio a sonhar.
Se o mundo deu nisto e bastou um sorriso,
O que será se ele me falar?

Sou a mariposa, bela e airosa,
Que pinta o mundo de cor-de-rosa,
Eu sou um delírio do amor.
Sei que a chuva é grossa, que entope a fossa,
Que o amor é curto e deixa mossa,
Mas quero voar, por favor!

Sou a mariposa, bela e airosa,
Que pinta o mundo de cor-de-rosa,
Eu sou um delírio do amor.
Sei que a chuva é grossa, que entope a fossa,
Que o amor é curto e deixa mossa,
Mas quero voar, por favor!
Condividi:

Email:
Blog:
Forum:



TOP testi e traduzioni di canzoni di Deolinda:

Passou Por Mim E Sorriu
Um Contra O Outro
Mal Por Mal
Movimento Perpétuo Associativo
Lisboa Não É A Cidade Perfeita
Clandestino
06-Movimento Perp tuo Associativo
A Problemática Colocação De Mastro
Fado Castigo
Canção Da Tal Guitarra
Ignaras Vedetas
Se Uma Onda Invertesse A Marcha
Não Tenho Mais Razões
Garçonete Da Casa De Fado
Parva Que Sou

Traduzione
Deolinda - Passou Por Mim E Sorriu


Passò davanti a me e sorrise,
E la pioggia ha smesso di cadere.
Il mio quartiere è diventato brutto perfetto
E il mucchio di macerie, un giardino.

Lo stagno era di nuovo lago inquinato
E a differenza del pesce trasformato.
Canalizzazione afflitto lasciato profumato
Un fiume di ninfee in fiore.

Io sono la falena, bello e grazioso,
Che colore per dipingere la rosa del mondo,
Io sono un delirio d'amore.
So che la pioggia è pesante, che ostruisce la fossa,
L'amore è breve e lascia un dente,
Ma voglio volare, ti prego!

In metropolitana in scatola, corpi stretti,
Sospiro di vedermi andare.
Nessuna fretta, non c'è tempo, è un piacere per ora,
E tutto il resto può aspettare.

Il cane pazzo con la sua fisarmonica,
Mettere tutti a ballare.
E le danze con la polizia la mano del ladro,
Flutter coriandoli in aria.

Io sono la falena, bello e grazioso,
Che colore per dipingere la rosa del mondo,
Io sono un delirio d'amore.
So che la pioggia è pesante, che ostruisce la fossa,
L'amore è breve e lascia un dente,
Ma voglio volare, ti prego!

Ci sono porte strade aperte e coperte
Ornamenti di festa senza fine.
E ovunque, ascoltato e ballato,
Fado è cantato da ridere.

E chi vede che abbracciano e si baciano,
Parla già mezzo sognando.
Se il mondo ha dato e bastava un sorriso,
E se lui mi dirà?

Io sono la falena, bello e grazioso,
Che colore per dipingere la rosa del mondo,
Io sono un delirio d'amore.
So che la pioggia è pesante, che ostruisce la fossa,
L'amore è breve e lascia un dente,
Ma voglio volare, ti prego!

Io sono la falena, bello e grazioso,
Dipingere il mondo colore rosa,
Io sono un delirio d'amore.
So che la pioggia è pesante, che ostruisce la fossa,
L'amore è breve e lascia un dente,
Ma voglio volare, ti prego!
Condividi:

Email:
Blog:
Forum: